terça-feira, janeiro 20, 2009

NINGUÉM SE REVOLTA?


Por mais que haja injustiças entre os Homens, praticadas pelos Homens contra outros Homens, parece que ninguém se revolta…

Todos os Homens, sejam eles quem forem, têm sempre uma perspectiva “boa”, de que o mundo “vai melhorar”, de que “esta situação” actual é apenas provisória, isto é, o Homem tem “esperança”.

Assim sendo, a generalidade das pessoas não se revolta.

Primeiro, porque não sabe a quem atribuir as “culpas” da má situação em que vivem…

Depois, porque na sua natureza “religiosa”, acham que Deus é “bondoso” e que só quer o seu “bem” e que, por isso, qualquer revolta é contra “Ele”.

E não se revoltam contra “Ele”.

No fundo, só se revoltam os que “reagem” INSTINTIVAMENTE contra a injustiça dos Homens, sendo, portanto, levados à “justiça”, como criminosos, e PUNIDOS, ou AQUELES que, tendo uma VISÃO da injustiça ou uma ALTERNATIVA contra ela, SABEM que, no fundo dos Seres Humanos, há sempre ALGUÉM, com Bondade e Justiça latente, para oferecer ao seu PRÓXIMO.

E a MAIORIA dos chamados “políticos” do mundo hodierno SABE bem de tudo isto.

E essa MAIORIA “joga” com a “esperança” dos Seres Humanos para, continuamente, os continuarem a enganar, para proveito próprio, porque lhes falta a CONSCIÊNCIA da VERDADE, por serem apenas MUNDANOS, MATERIALISTAS.

E tentam desvalorizar aqueles que têm uma VISÃO correcta, desafiando-os a mostrarem a sua ALTERNATIVA.

Porém, ESTES, os que têm uma VISÃO ALTERNATIVA, são vistos, aos olhos da generalidade das pessoas, como IGUAIS aos que os enganam.

E o POVO vai atrás de quem lhes dá mais “ESPERANÇA”, enganando-o, e não de quem, realisticamente, lhe mostra o MUNDO como ele é.

Ou seja, o POVO segue mais facilmente os "ALDRABÕES" do que os verdadeiros LÍDERES que querem o BEM DE TODOS.

Mas o que significa querer o BEM DE TODOS?

A RESPOSTA a essa questão assenta em princípios “religiosos”, de “gnosticismo” ou “escatologia” da HUMANIDADE, em que a SALVAÇÃO significa que TODOS, independentemente da sua condição económica ou social, de cultura ou de classe, TÊM o seu CAMINHO ao atravessar esta VIDA TERRENA.

E ESSE CAMINHO passa pelo reconhecimento da DIGNIDADE HUMANA de qualquer SER HUMANO.

DIGNIDADE essa que passa pela interiorização desse PRINCÍPIO, em CONSCIÊNCIA.

Hoje, qualquer um fala, facilmente, na DIGNIDADE HUMANA, mas nem todos a CONSCIENCIALIZARAM em VERDADE.

O POVO fala e “sente-a” na vida diária, mas não a unificou em CONSCIÊNCIA da VERDADE, mas apenas INSTINTIVAMENTE, simplesmente porque não pertence às ELITES, nem tem PODER para a impor e, se fosse PODER, enganaria o seu SEMELHANTE, para se distanciar DELE e ser diferente DELE, porque a sua ambição é pertencer, também, a uma ELITE, ou seja, à MAIORIA das ELITES, que o enganam, quanto mais não seja para se distinguir da condição de “POVO”.

O POVO não tem CONSCIÊNCIA desta VERDADE.

E as ELITES estão divididas entre os “burlões” de consciências, que SÃO A MAIORIA dentro dela, e os HOMENS de BOA VONTADE E CONSCIÊNCIA, que são uma MINORIA, perseguida pelos primeiros.

Da mesma maneira que as MAIORIAS não se “revoltam”, também as MINORIAS de CONSCIÊNCIA VERDADEIRA não têm suporte nelas, pelo que as MAIORIAS, nas ELITES, as que ENGANAM o POVO, conseguem levar a água ao seu moinho e o mesmo POVO segue-as, por ser o caminho mais fácil da “esperança” oferecida.

Por isso que o POVO não se “revolta” e apenas às MINORIAS CONSCIENTES das ELITES cabe o papel de levar a cabo a SUA MISSÃO.

É a luta entre o “BEM” e o “MAL”.

SEMPRE DENTRO DAS ELITES, PORQUE O POVO NÃO PASSA DE JOGUETE!

É A CHAMADA “DEMOCRACIA” DO VOTO!

Em que o POVO VOTA nas ELITES, sem saber distinguir as do “BEM” e as do “MAL”.

Por isso, NINGUÉM se revolta!

É que, para haver REVOLTA CONSEQUENTE contra os actos HUMANOS INJUSTOS é preciso ter CONSCIÊNCIA DA VERDADE.

Que a MAIORIA das ELITES NÃO TEM e que só a MINORIA dentro delas tem!

É que dificilmente o VOTO do POVO dá o PODER às MINORIAS CONSCIENTES da VERDADE.

Já agora, pensem nisso
!

1 Comments:

Blogger Ricardo S said...

Polémico, mas dá muitas matérias para debate. E para pensar.
Cumprimentos.

11:44 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

on-line
Support independent publishing: buy this book on Lulu.