quarta-feira, outubro 29, 2014

A MINHA "TESE" DA PROVA CIENTíFICA DA EXISTÊNCIA DE DEUS...


Defendendo a minha “tese”, direi que, se aceitarmos que o Universo começou com o Big-Bang, e se recuarmos um momento antes, o que havia?
A minha posição segue nestas pequenas NOTAS:
1.- No Princípio – antes do Big-Bang – era “apenas” e “só” a Consciência Cósmica…
2.- O Universo está "dentro" da Consciência Cósmica e esta “atravessa” todo o Universo...
3.- A Consciência Cósmica é a Superfunção de Onda Quântica e, ao mesmo tempo, a Consciência que a Observa...
4.- Quando a Consciência Cósmica faz colapsar, pela Observação selectiva, as Probabilidades da Função de Onda Quântica, aparece o Universo e tudo o que existe...
5.- E a Consciência Cósmica passa a “Informação” do seu “Plano” – ao criar o Universo – para a matéria…
6.- O Universo tem “informação” e “campos informativos”, mas NÃO TEM Consciência…
7.- O Campo Informativo de Higgs que confere massa às partículas, foi apenas “programado” pela Consciência Cósmica para o fazer…
8.- O Universo passa a Informação, mas é “sempre” a Consciência Cósmica que Observa – e Observa selectivamente…
9.- O Homem tem "parte" dessa Consciência Cósmica dentro de Si... - ou melhor, a Consciência Cósmica manifesta-se "individualmente" no Homem...
10.- O Homem é, pois, co-autor no colapso das Probabilidades da Função de Onda Quântica...
11.- À Consciência Cósmica chamam os cientistas (ainda e apenas) "Campo" (como o “campo fantasmagórico", de Einstein, ou o "campo de Higgs”), os religiosos Deus, os místicos e espiritualistas Divino ou Mente Divina; os Ateus - esses negativistas -... negam a sua existência...
12.- O “Plano” da Consciência Cósmica é criar “Deuses” – individualidades Conscientes – capazes de criar novos Big-Bangs e novos Universos e novas Individualidades (Seres) Conscientes…
13.- E assim, “ad aeternum”…
14.- Resumindo: “Este” é o Plano de DEUS ao Criar o Universo e os Seres (Humanos) Conscientes…
…x…
À primeira vista, esta “pequena” discordância minha em relação à “tese” de José Rodrigues dos Santos, em "A Chave de Salomão", do Universo Consciente, poderia parecer ser de somenos importância, mas ganha foros de extrema relevância quanto a implicações filosóficas e, mesmo, “religiosas”.
A meu ver, no “princípio” – antes do Big-Bang - era a Consciência Cósmica (ou Deus), criadora de tudo o que existe.
Na minha óptica, Deus criou Tudo pela Observação de SI MESMO e dando à sua Criação “informação” (Leis), que não viola, actuando microscopicamente através da mesma Consciência e macroscopicamente através daquelas Leis e Informações.
O Homem ganhou dignidade “divina” ao adquirir Consciência, passando a ser co-criador microscópico – e transformador macroscópico.
A teleologia humana completar-se-á quando o Homem for capaz de criar o seu próprio corpo Incorrupto e Imortal - quando for um verdadeiro Deus.

- Victor Rosa de Freitas -
on-line
Support independent publishing: buy this book on Lulu.